Loader
News
DESCUBRA O SIGNIFICADO DE RGI.

O Registro Geral de Imóveis (RGI) exerce importante papel nas relações jurídicas-econômicas da sociedade, pois nele encontramos o cadastro de toda propriedade imobiliária, bem como das mudanças ocorridas com o imóvel – como constituição, alteração e extinção de direitos reais (compra e venda, doação, hipoteca, penhora, alienação fiduciária etc.) – ou com seus proprietários (alteração do estado civil, modificação da titularidade etc.), dando publicidade a esses fatos e segurança aos negócios realizados.
De acordo com artigo 221 da Lei 6.015/73 somente é admitido o registro:
Escrituras Públicas;
Escritos Particulares, quando autorizados por lei;
Atos autênticos oriundos de países estrangeiros;
Títulos judiciais: formais de partilha, cartas de adjudicação e de arrematação, cartas de sentença, certidões e mandados extraídos de processos judiciais.
Não são registráveis no Registro de Imóveis:

Contratos de posse entre particulares;
Cessão de Direitos Hereditários;
Testamentos;
Instrumentos particulares em desacordo com o artigo 108 do Código Civil-2002.
A regra jurídica “só é dono quem registra” tem funções bem mais amplas do que a de provar quem é o proprietário do imóvel, pois ela vai além da relação que existe entre a pessoa e o imóvel, indicando, também, “dono” aquele que possui um crédito ou um direito a alguma pretensão ou preferência que somente se configurará se a relação jurídica estiver formalizada no Registro de Imóveis.

São exemplos destas relações jurídicas:

a individualização das unidades autônomas de um condomínio;
o registro da convenção de condomínio para valer contra terceiros (inclusive para fins de protesto das contribuições não pagas por locatário);
a prova da fraude contra terceiros ou da fraude à execução, diante da venda do imóvel antes ou durante o processo de execução;
o registro das cédulas de crédito, para a constituição e prova dos créditos delas provenientes;
o registro do contrato de locação para garantir o direito de preferência na aquisição do imóvel locado, ou o de continuar a locação na hipótese de venda do imóvel locado;
a constituição do direito de garantia, com o registro do contrato;
a averbação da construção, demolição ou reconstrução, para fazer prova contra terceiros;
os gravames e restrições em imóveis (bem de família, cláusulas de incomunicabilidade, impenhorabilidade e inalienabilidade);
o registro da existência de ônus sobre safras, tratores, máquinas e equipamentos agrícolas; etc.
Em quase todas as principais cidades e municípios brasileiros, existe um Cartório de Registro Geral de Imóvel, local onde ficam registrados todos os imóveis, daquela região, que foram vendidos, que estão a venda, ou que estão passando por situação de penhora. A compra de um imóvel sem o Registro Geral de Imóveis, além de ser proibido, pode dar espaço para fraudulência.

FONTE:Resumo imobiliário.

Entre em contato conosco


Paiva Nunes Porto Alegre
Rua Santos Dumont, 1500 - Sala 602 - Floresta, Porto Alegre / RS - CEP: 90540-120
Telefone: +55 51 3331.2525 / 51 3023.2958 / 51 9996.9997
E-mail: contato@paivanunesadvogados.com.br
Paiva Nunes Florianópolis
Av. Rio Branco, 404/1203 – Torre 2 – Centro – Florianópolis/SC -CEP 88015-200
Telefone: +55 51 3331.2525 / 51 9996.9997
E-mail: contato@paivanunesadvogados.com.br